Novamente este ano, a Bejo realizou as suas Portas Abertas de alface, brássica e outros cultivos, no passado dia 13 de fevereiro, onde os visitantes puderam ver as grandes qualidades de todo o seu catálogo de variedades.

A alface invadiu com força a Bejo e transformou-se num importante cultivo para a empresa neerlandesa que, no passado dia 13 de fevereiro, convocou as suas Portas Abertas de alface e outros cultivos, tão importantes como as brássicas, na sua Quinta experimental El Aljibe (Múrcia).

As variedades que apresentou a empresa neste evento destacam-se pela qualidade e inovação que oferecem em matéria de requisitos do mercado. Foram recebidos visitantes de todo o âmbito nacional e internacional, que tiveram ocasião de atualizar o seu material e de trocar impressões.

A jornada também serviu para mostrar aos convidados um interessante projeto de apicultura na referida quinta, para ver o voo de um impressionante balão aerostático e para desfrutar de uma deliciosa refeição, tudo em um ambiente muito participativo.

As variedades que apresentou a empresa neste evento destacam-se pela qualidade e inovação que oferecem

Um vasto catálogo

A Bejo oferece um vasto catálogo de variedades de alface, brássica e diversos para responder às necessidades de produção anual, assim como à adaptação às diversas áreas produtivas existentes no nosso território, atualmente.

Alface resistente à raça de Bremia Bl:35EU

As novas variedades da empresa neerlandesa são resistentes à Bl:35EU, identificada oficialmente no ano passado.

Fácil de processar

O compromisso da Bejo com a indústria de IV gama está presente em todos os produtos de desenvolvimento, tentando facilitar o processamento e a redução de custos.
 
A alface e as brássicas da Bejo consolidam-se. Trata-se apenas do início de uma grande história, onde queremos participar em toda a cadeia agroalimentar de um cultivo cheio de êxito.