O mercado das sementes biológicas aumentou radicalmente nos últimos anos e o seu rápido crescimento anual cria um desafio para a produção de sementes. Gerir o crescimento e manter os níveis das existências exige um grande esforço por parte da equipa de produção e dos agricultores da Bejo. Para assegurar que estamos preparados para desafios futuros, estamos a investir em capacidade e formando equipa com parceiros capacitados de todo o mundo. Um eles é a Sementes Vivas, empresa especializada em sementes biológicas com sede na zona centro-oriental de Portugal.

Até agora, os nossos centros de produção especializados da Europa e dos Estados Unidos da América têm sido capazes de satisfazer a procura crescente da semente biológica, e estamos a gerir  muito bem a produção em espaços fechados. Contudo, prevemos que teremos de duplicar a nossa capacidade de produção em estufa até 2035, quando os agricultores da União Europeia forem obrigados a utilizar sementes biológicas em todas as suas culturas. Embora essa data possa parecer longínqua, não é realmente assim quando se trata da produção biológica.

Culturas ao ar livre

Além disso, estamos a enfrentar os desafios colocados pelas grandes culturas ao ar livre, tais como a da cenoura, beterraba e cebola. Em primeiro lugar, existe uma escassez de terras adequadas para a produção de sementes biológicas, ou seja, terras que beneficiem de condições climáticas adequadas e de uma baixa incidência de pragas. Em segundo lugar, precisamos de adquirir terras suficientes para produzir diferentes culturas em pontos separados para evitar a polinização cruzada indesejada. Finalmente, é difícil encontrar agricultores biológicos formados e especializados. A conjugação de todos estes elementos é complicada.

Colaborar para enfrentar desafios futuros

Perante esta situação, a Bejo está sempre à procura de novos parceiros para produzir as suas sementes biológicas. Não é uma tarefa fácil, uma vez que mantemos elevados padrões de qualidade. Um dos nossos parceiros mais recentes é a Sementes Vivas, uma empresa da zona centro-oriental de Portugal especializada em sementes biológicas e dirigida por dois jovens licenciados da Universidade de Wageningen que partilham a mesma paixão pela agricultura biológica. O seu website, www.sementesvivas.bio, oferece um percurso fascinante pelo seu trabalho e pela sua filosofia empresarial.

OBTER OS MELHORES RESULTADOS NA PRODUÇÃO DE SEMENTES BIOLÓGICAS É COMO PRATICAR UM DESPORTO DE ELITE, COMO JOGAR NA LIGA DE CAMPEÕES OU NUMA SUPER BOWL. OS NOSSOS AGRICULTORES ENFRENTAM TODO O TIPO DE DESAFIOS - ERVAS DANINHAS, DOENÇAS E DIFERENTES PRAGAS QUE AMEAÇAM AS SUAS CULTURAS. POSSUÍMOS MUITA EXPERIÊNCIA EM COMO LIDAR COM A MAIORIA DESTAS AMEAÇAS, EMBORA EXISTA AINDA UM LONGO CAMINHO A PERCORRER PARA SATISFAZER A CRESCENTE PROCURA DE SEMENTES BIOLÓGICAS.

Wil Jorink, Responsável de Área, Europa e África

Aprender praticando

Depois de se conhecerem em 2018 e aprenderem mais sobre a atividade empresarial, a forma de trabalhar e a cultura de cada uma, a Bejo e a Sementes Vivas iniciaram em 2019 as primeiras experiências de floração para testar o comportamento das variedades Bejo nas condições portuguesas. O nosso procedimento habitual é começar com testes genéticos básicos de variedades que conhecemos bem. Atualmente, este é o nosso segundo ano, as primeiras produções de sementes encontram-se no campo e já foram efetuadas as primeiras colheitas. Estamos a aprender juntos, partilhando experiências e toda a informação necessária sobre as culturas. Criámos uma ligação estreita após dois anos de relacionamento, e podemos sentir-nos orgulhosos dos resultados promissores obtidos até agora.
 
Com esta base sólida, esperamos que a nossa colaboração seja longa e frutuosa.